top of page
  • André Martins

Japonês inventa alternativa de saco plástico 'comestível' para salvar cervo sagrado

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa às sacolas plásticas para proteger o cervo sagrado da cidade.

Hidetoshi Matsukawa, que trabalha para o Nara-ism, um agente atacadista de souvenirs, disse que ouviu no ano passado que os cervos, que vagam pelo parque da cidade, estavam morrendo depois de ingerir sacolas plásticas.

"Eu queria fazer algo para proteger o cervo, que é o símbolo de Nara", disse ele.

As sacolas são feitas de farelo de arroz e caixas de leite.


A cidade abriga cerca de 1.000 cervos sagrados, que são oficialmente designados como tesouro natural nacional no Japão , e muitos turistas os alimentam com guloseimas.


Em julho de 2019, no entanto, um grupo de bem-estar local disse que nove cervos foram encontrados mortos, com sacolas plásticas em seus estômagos, e pediu aos visitantes que não jogassem sacolas plásticas no parque.


Matsukawa queria encontrar uma solução diferente para o problema e juntou-se a um fabricante de papel local e uma empresa de design para trabalhar no projeto.

Estes sacos plásticos foram retirados do estômago de um cervo morto.


Entre eles, eles desenvolveram o "Shikagami", ou papel de veado, que é feito de farelo de arroz e caixas de leite.


“Aprendemos que o farelo de arroz é desperdiçado principalmente no processo de polimento do arroz”, disse Matsukawa. "Então este papel ajuda a reduzir esse desperdício também."


Matsukawa testou as sacolas e diz que são seguras para consumo humano.


"Não temos dados que comprovem que este papel não é prejudicial aos veados, mas acredito que seja seguro para eles e para os seres humanos", disse ele, rindo.


As bolsas já foram testadas em bancos locais e no templo Todaiji, a principal atração turística de Nara. O templo e os bancos compraram de 4.000 a 5.000 bolsas por 100 ienes (cerca de 95 centavos) cada como parte do projeto piloto.

13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page